ATENÇÃO: Aldo Júlio faz reunião no último sábado sobre o decreto do estado sobre fechamento do comércio de Rolim de Moura e acaba não resolvendo nada.
ATENÇÃO: Aldo Júlio faz reunião no último sábado sobre o decreto do estado sobre fechamento do comércio de Rolim de Moura e acaba não resolvendo nada.
ATENÇÃO: Aldo Júlio faz reunião no último sábado sobre o decreto do estado sobre fechamento do comércio de Rolim de Moura e acaba não resolvendo nada.


Rolim de Moura:  Neste último sábado, 09 de janeiro, uma reunião de última hora no plenário da Câmara Municipal. A prefeitura Municipal de Rolim de Moura, junto a Secretaria Municipal de Saúde, convocou a imprensa e algumas das autoridades do municipio, de vários órgãos até mesmo alguns dos vereadores fez presente, um dos vereador que estava era o Presidente da Câmara dos vereadores Claudinho da Cascalheira, que também comentou sobre o decreto e defendeu o comércio, e deu exemplo nos feirantes e pequenos agricultores que pode perder de vender seus produtos, e acrescentou que os produtos são perecíveis que não pode fica esperando muito para ser vendido, com isso esses trabalhadores vai perder dinheiro com as vendas.













Aldo Julio confessou que recebeu com surpresa, as medidas mais restritivas imposta pelo governo do estado, e disse que os números que estão no decreto não são verdadeiros, indo contra o governo do estado o mesmo governo que apoiou ele na sua eleição, ou seja chamando de " mentiroso", disse que é no decreto diz 308 caso ele diz que na verdade no levantamento de imediato e cento e trinta e poucos casos, que no caso tem 10 paciente enternado e algumas em estados mais graves.







O prefeito  diz que vai colocar medidas restritivas em bares e lanchonetes ou seja nos comecios pequenos, mais na fala do mesmo defende um grande mercado do Município, dando exemplo do Mercado irmão Gonçalves, dizendo que lá eles toma toda as medidas restritivas, como medição de temperatura, álcool em gel, máscara e distancimento e no mesmo lugar ninguém teve sintoma de covid19, ou seja, então os outros comércios não toma as medidas certas? Nós da equipe de reportagem, fizemos alguns levantamentos, que não é só lá que toma as medidas, e sim vários comércios da cidade, e a prefeitura tem seus meios para fiscalizar e é de responsabilidade deles.  Será que está defendendo é pelos 30 mil que ganhou para gastar nas eleições. Agora a pergunta fica e defender mercados grandes porque da dinheiro para eleger ao mesmo, mais os pequenos e que não ajuda na eleição que se fera.








O Secretário Municipal de Saúde Roberto Fujji, também falou o mesmo sobre o decreto do estado que receberam, e sobre a informação do decreto e disse da situação crítica que se encontra o financeiro da saúde da cidade.


A presidente da ACIRM, Kelly Naahmara, que também integra a pasta de planejamento do município. Kelly falou que o comércio não vai suportar ficar de portas fechadas.

O Vereador Ronny Ton, ao ter a palavra quase no final da reunião defendeu que o município tem que respeitar o decreto do estado, existe o decreto é tem que respeitar, ou seja, não passar por cima da mesma. O vereador foi bem firme nas suas palavra dizendo o que eles estava fazendo ali!!?? que o decreto foi feito ouvido um corpo técnico do estado, ou seja, pessoas especializadas no caso. E desafiou dizendo que ali ninguém e médico, sanitarista ou epidemiologista ninguém e nada....E disse que o decreto foi feito pelo estado e o município tem que aceitar.








Editorial de opinião:

Na verdade o que deu para ver o prefeito Aldo Júlio só quiz tirar a sua responsabilidade, e jogar para outros a responsabilidade achando um jeito de jogar culpa em alguém, se acaso fechar os comércios, porque na mesma reunião no final aceitou o decreto do estado.







JORNALISTA: Roberto Virgulino DRT 0011657/ PR