Parrerito: corpo do cantor do Trio Parada Dura é sepultado em Contagem (MG)




Eduardo Borges era o nome de batismo de Parrerito. Nascido na cidade de São Fidélis, no interior do Rio de Janeiro, o integrante do Trio Parada Dura escolheu Minas Gerais para morar - ao lado da família, ele viveu os últimos anos em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde compartilhava os momentos longe dos palcos com a esposa, os filhos, os netos e os amigos.




Mas a voz que cantou inúmeras vezes versos como “Eu quero que risque o meu nome da sua agenda/Esqueça o meu telefone, não me ligue mais...”, do clássico sertanejo “Telefone Mudo”, assim como “As Andorinhas” (“As andorinhas voltaram, e eu também voltei…”) se calou para sempre. Diagnosticado com Covid-19, Parrerito estava internado em um hospital da capital mineira desde o fim de agosto. Na noite do último domingo, o cantor de 67 anos faleceu por complicações da doença.



A última homenagem a Parrerito aconteceu na tarde dessa segunda-feira (14), com um pequeno cortejo pelas ruas de Contagem até o cemitério Renascer, onde o corpo do artista foi sepultado. Por causa da pandemia, a cerimônia foi acompanhada por poucas pessoas.




Nas redes sociais, amigos e colegas de profissão também homenagearam o cantor. O sanfoneiro Carlos Resende, o Xonadão, integrante da atual formação do Trio Parada Dura, escreveu: "Sem palavras, coração partido. Perder um amigo, colega de trabalho, amizade há 35 anos, arrasado. Obrigado aos nossos fãs pelo carinho o tempo todo, vá em paz, Parrerito”.



O cantor Vinícius, que faz dupla com João Bosco, lembrou que o Trio Parada Dura se apresentou em seu casamento. "No dia mais importante da minha vida, vocês estavam comigo, cantando lindamente no meu casamento, realizando um sonho de fã", escreveu em uma postagem no Instagram. "Que Deus conforte o coração de todos os familiares e amigos do Parrerito, a música sertaneja está de luto", completou.


“Descanse em Paz, meu amigo, Parrerito!!! Minha admiração por você será eterna!!!”, escreveu o sertanejo Fabiano Menotti. O irmão dele, César Menotti, disse: “Foi uma honra dividir o palco da vida com você. Foi uma honra chorar inúmeras vezes te vendo cantar”.





Fonte: ( O TEMPO)

Repórter  Odinei Padilha 

o site oncanews.tv.br não vai parar de continuar investigando tudo, e publicando suas matérias sem medo de censura de certos políticos, do que quem faz algum dano errado, vamos mostrar, está com certeza mostra agora mesmo como mostra a realidade dos fatos. Aqui fica a nossa indignação ainda de pessoas que dizem ser jornalista e não nos mostram.

No (  GVC  ) Grupo Virgulino de Comunicação Resguardamos Todos os Nomes de Fontes Sobre Sigilo Absoluto, Assumindo uma Responsabilidade até Sob o STF, Comparado Nenhum Código Ético dos Jornalistas que Fixa relações com a comunidade, como fontes de informação e entre jornalistas. Do direito à informação.
O site oncanews.tv.br não possui nenhum vínculo político, portal ou até mesmo família com portaria na federação, nós temos o site estamos a disposição da população sem rabo preso com ninguém, sem medo de falar a verdade que os leitores querem saber.


Redação fazer "GVC" GRUPO VIRGULINO DE COMUNICAÇÃO
Matriz cascavel, filial em Toledo e Foz do Iguaçu Paraná. E em RONDÔNIA Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, Alta Floresta e Nova Brasilândia em breve em mais municípios.
FONE e WhatsApp    45 99906-3411 Paraná   984593526 Rondônia  
Revista Viva Com Mais SAÚDE 
 Revista  O Agronegócio em EVIDÊNCIA  
 Revista MODELLO
 Jornal Impresso  Onça News Agência de notícias oncanews.tv.br Agência de publicidade V ' news 


Estúdio  
TV LAMPIÃO e  BAND 
- EDITORA e sócio do GVC Dra. Luciana S.
- EDITORA e Sócio do GVC Dra. Lucineia SS
- JORNALISTA E DIRETOR DO GVC ROBERTO VIRGULINO  DRT 0011657 / PR
- JORNALISTA  Odinei Padilha responsável do grupo no Paraná.

Em breve Rádio online  "RÁDIO LAMPIÃO"  para toda Rondônia.